Dra Natasha Inspira

Impactos psicológicos na pele

A correria do dia a dia, estresses diários, e até mesmo, a Pandemia, aumentam os casos de ansiedade, que para a surpresa da grande maioria, impacta diretamente na Pele.

 

Segundo a dermatologista Dra. Natasha Crepaldi de Cuiabá – MT, a pele e o sistema nervoso tem a mesma origem embriológica e por conta dessa origem comum é bem frequente a manifestação conjunta nesses dois órgãos.

 

O stress provoca a liberação de mediadores químicos, como a adrenalina. Algumas doenças crônicas como Psoríase, Vitiligo, Dermatite Atópica, Alergias, Dermatite de contato e Urticária crônica, entre outras podem piorar com stress intenso, por exemplo.

Além disso, pode piorar doenças cutâneas que sabidamente estão relacionadas a estresse emocional como a acne, a psoríase, o vitiligo, dermatite seborreica, reações alérgicas e reações da pele relacionadas ao fotossensibilidade, como rosácea.

 

O stress também acelera a produção de radicais livres que irão neutralizar as proteínas, como o colágeno, e agilizar o processo de envelhecimento.

 

A elevação do hormônio cortisol pode desencadear ou piorar um quadro de acne, dermatite seborreica, rosácea, oleosidade e cravos. O herpes simples e o herpes zoster são doenças de pele que surgem frequentemente nesses períodos, afirma a dermatologista.

 

Por isso, a rotina de alimentação, sono e exercícios também é muito importante, já que tem reflexo direto nos fatores causais. Manter os hábitos básicos de rotina com a pele, como limpeza com sabonetes, loção tônica e/ou micelar, hidratante e filtro solar também são essenciais.

 

O ideal é tratar e manter o equilíbrio psicológico, e concomitante a isso tratar a pele!

 

Compartilhe este conteúdo

Enviar Mensagem

Iniciar Conversar

Nosso Número

Clique para Ligar

Dra Natasha Inspira

Ver Lista de Posts