Dra Natasha Inspira

Dermatologista Dra. Natasha Crepaldi alerta sobre combinações que podem até parecer inofensivas

O famoso mix & match – ou fazer as suas próprias misturinhas de beleza em casa – pode até ser divertido, mas não é nada indicado quando o assunto é skincare. Especialistas garantem: é melhor deixar o momento alquimista para experimentos mais inofensivos, como na hora de inovar no make – e olhe lá!

Muitos ácidos (principalmente) podem sensibilizar a pele e, por isso, quando um dermatologista indica associações, o tratamento vem acompanhado de cuidados paralelos e recomendações específicas que devem ser seguidas à risca. “Isso inclui a frequência de uso, o período do dia, a concentração daquele ativo para o efeito desejado, o uso em conjunto com outros produtos para recuperar ou preparar a pele antes, entre outros”, diz a dermatologista Natasha Crepaldi, de Cuiabá. São tantas variantes que acabam sendo praticamente impossíveis nós, leigos, escolhermos uma associação que seja benéfica para a nossa pele. Consultamos um time de dermatologistas para comentar algumas combinações famosas, porém não tão inofensivas assim.

RETINOL + PERÓXIDO DE BENZOÍLA

A combinação de retinol com peróxido de benzoíla não apenas deve ser evitada como não traz benefícios. “Se usados ao mesmo tempo, um ativo inativa o outro. Ou seja, a pessoa não terá os efeitos desejados do tratamento”, alerta Natasha Crepaldi. Além disso, ambas substâncias têm a função de renovação celular e potencial irritativo, podendo sobrecarregar a pele se usadas juntas. Alerta extra para o peróxido de benzoíla, que é fotossensibilizante e, portanto, precisa de cuidado redobrado na exposição ao sol. “Por isso indicamos o uso sempre à noite e em períodos alternados com outras substâncias”, completa.

Click aqui

Compartilhe este conteúdo

Enviar Mensagem

Iniciar Conversar

Nosso Número

Clique para Ligar

Dra Natasha Inspira

Ver Lista de Posts