PEELING DE CRISTAL

Enviar Mensagem

Iniciar Conversar

Nosso Número

Clique para Ligar

Tratamentos

Voltar a Lista

Com o peeling de cristal é possível remover as células mortas da pele e, assim, regenerar a pele. Seu rosto ganha uma textura macia e delicada.

O tratamento utiliza cristais de hidróxido de alumínio para fazer uma leve abrasão da pele. Esse é um dos procedimentos estéticos mais realizados nas clínicas de dermatologia e, pela sua simplicidade e rápida recuperação, é chamado de “lunch peel” (peeling na hora do almoço). Ou seja, a paciente pode retornar imediatamente às suas atividades.

Como é a técnica: A esfoliação progressiva da superfície cutânea feita pelos microcristais remove as células mortas e estimula a produção de colágeno e elastina, deixando a pele mais fina e macia.

Esse procedimento é realizado com o auxílio de um aparelho com sistema a vácuo que promove a pulverização de cristais de óxido de alumínio sobre a área a ser tratada. Esta reação abrasiva destrói a barreira externa da cútis, aumentando a penetração e potencializando a ação das medicações tópicas – tanto aquelas utilizadas pela paciente em casa, quanto àquelas aplicadas pelo dermatologista durante o próprio procedimento.

Após a avaliação da paciente, determina-se o número de sessões necessárias, que pode variar de três a 10, e o intervalo entre elas. A recomendação é de sempre iniciar com um peeling superficial e aumentar, progressivamente, a sua profundidade. Isso é definido de acordo com a pressão na pele exercida pelo aplicador.  Muitas sessões consecutivas podem proporcionar o clareamento, suavizar linhas de expressão e estimular produção de colágeno e elastina.

São várias as indicações: associação no tratamento da acne, fotoenvelhecimento, manchas, estrias e rugas finas. Em alguns casos, pode-se associar a outros tratamentos, como laser, carboxiterapia, luz intensa pulsada, radiofreqüência, entre outros.

Entre em Contato para Mais Informações

Compartilhe este conteúdo